Esperar, esperar, esperar….

Eu fico pensando, o que mais faz as pessoas caírem na vala comum da mediocridade é esperar pela informação. Nunca quis isso para mim, então jamais esperei pelas que me interessavam, com exceção de uma coisa. Muitas vezes não esperar informações implica em intuir um pouco da outra pessoa em relacionamentos, ou principalmente na tentativa deles. Sempre tentei me antecipar, o que gerou muitos mal entendidos, mas também alguns bons acertos. Mas não é que me pesa exatamente essa única vez? Agora estou eu aqui, poderia muito bem guardar certas coisas naquele cantinho “tapete” da mente, onde a gente varre para baixo as coisas que é mais prudente deixar quietas, afinal, não mudarão a menos que comecem a construir pregos com isopor. Estou remoendo pela milionésima vez se devo varrer, que saco. Ah, antes que o ego de alguém suba nas alturas, isso é um problema meu. Posso muito bem ser cara de pau o suficiente para alegar ficção nessas linhas mal postadas, se um dia precisar. Ou se quiser achar que só posso estar ficando louco de vez, por favor entre na fila.

Mudando de assunto, vou abandonar essa bagaça de Blogger, ele é muito limitado. Avaliei algumas opções para usar no novo site, uma versão gratuita do WordPress (estou mexendo em https://doideira.wordpress.com/, criei pra testar) e acho que vai ser esse mesmo. Olhei com a ajuda do meu compadre o xoops, mas me parece complicado demais, vou ter que desinstalar do server. Estou tão fera em mexer no site que tudo que consegui até agora foi colocar uma foto cretina lá, também, com a ajuda do meu compadre e uma mensagem de”estamos em construção”. Preciso me dedicar mais, se quiser fazer funcionar. Para quem quiser saber o endereço da nova bagaça, vá em http://www.doideira.org/, vou pirar diariamente por lá, que é uma reivindicação antiga de 2 amigos meus e um esquilo.

A última parte da história que eu postei por último no blog, vou confessar, não me agradou. Acho que férias de verdade seriam boas para meu processo criativo, quero melhorar muitas coisas antes de fazer a porqueira do meu livro, senão ninguém vai querer mesmo eu dando de presente, que é o propósito.

Minha vista piorou um pouco, está ficando certo que vou ter que usar óculos para que não entre mais luz nos olhos, ou pelo menos evitar para sempre os raios do sol e luzes muito fortes. Nada que dois Oakley, um Juliet e um Penny não resolvam, ainda mais que vou colocar os adaptadores laterais, que chamam lá fora de sideblinders. E mandar espelhar as lentes em vermelho.

Baixei sem muita expectativa o último cd do Def Leppard ( Yeah, 2006) e não é que tem excelentes timbres e melodias? Destaque para as ótimas “The Golden Age Of Rock’N’Roll, “No Matter What” e “Stay With Me”. Com o advento de um software chamado “Nuendo”, da Steinberg, uma boa placa de som e um par de monitores dá pra reproduzir, e na boa, deve ter sido isso que o Collen fez. Ninguém mais deve gravar com amplificador.

Anúncios

Um comentário sobre “Esperar, esperar, esperar….

  1. Amigo Oberdã,
    não deixe de me avisar quando o novo site for ao ar.

    Eu também tenho essa mania de varrer para o canto e, anos depois, limpar de vez. Já requentei potenciais encontros que poderiam ser efervecentes e nem sempre o desfecho foi o esperado. Mas pelo menos houve um desfecho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s